Home > Media Center > Press Releases


(Portuguese)O MIECF2014 estimula a eco-aquisição


  A eco-aquisição é considerada como um importante elemento na implementação da cultura de consumo verde e da construção de uma sociedade amiga do ambiente e de baixo nível de carbono. A Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental de Macau (DSPA), enquanto uma das entidades organizadoras do evento do Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental 2014 (2014MIECF), focará a eco-aquisição como o tema de exposição do Pavilhão de Macau no 2014MIECF, promovendo a permuta de informações acerca deste tema entre Macau e o mundo. De facto, para promover continuamente a eco-aquisição, a DSPA estendeu, este ano, o âmbito das “Sugestões para Especificações Ambientalmente Adequadas Propostas para Diversos Produtos”, aumentando os produtos mais usados propostos, de 50 para 80 produtos.
 
O 2014MIECF, a decorrer de 27 a 29 de Março de 2014, em Macau, cujo tema é definido como “Energizing Green Business Growth”, tem por objectivo criar uma plataforma verde de alta eficiência através da realização de exposição verde, fórum verde, bolsa de contacto verde e plano de convite de compradores, entre outras actividades. A eco-aquisição é considerada como um importante elemento na construção de uma sociedade de baixo nível de carbono. O 2014MIECF proporcionará uma plataforma internacional verde de eco-aquisição para a sua plena implementação, na qual as empresas provenientes do mundo poderão aproveitar a oportunidade de comércio verde para exibirem os seus diversos produtos ambientais inovadores, enquanto participantes internacionais no evento, quer sejam departamentos governamentais, quer sejam empresas, quer sejam instituições, e, mediante a plataforma, tenham a possibilidade de adquirir numerosos produtos ambientais, fazendo com que a eco-aquisição ganhe maior força e vigor no palco internacional do 2014MIECF.        
 
Para fortalecer a promoção da eco-aquisição, a DSPA, no empenho do papel de entidade organizadora do evento, destacará a eco-aquisição no Pavilhão de Macau, na presente edição do 2014MIECF, apresentando aos participantes oriundos dos diversos países e regiões do mundo as actividades desenvolvidas na área da eco-aquisição, impulsionando, ao mesmo tempo, o intercâmbio entre Macau e o mercado internacional, elevando, conjuntamente, o nível da eco-aquisição das partes.    
 
De facto, a DSPA tem-se dedicado à divulgação da eco-aquisição junto das camadas sociais locais, tendo acrescentado 30 produtos mais usados aos 50 propostos já existentes, totalizando 80 produtos nas “Sugestões para Especificações Ambientalmente Adequadas Propostas para Diversos Produtos”, para uma referência muito construtiva na eco-aquisição da comunidade, sendo os novos produtos mais usados propostos artigos de papelaria, materiais de escritório, aparelhos electrónicos, produtos de limpeza, produtos higiénicos, produtos de economia de caudal de água, mobílias – dormitórios e escritórios, materiais de construção civil e brinquedos, entre outros.   

  Para garantir que as “Sugestões para Especificações Ambientalmente Adequadas Propostas para Diversos Produtos” se adeqúem realmente às necessidades da sociedade, em relação aos produtos mais usados pelas entidades públicas ou privadas e pelos estudantes, a DSPA encarregou uma instituição de consultadoria de efectuar pesquisas e tomar como referência as especificações ambientais aplicadas em diversos países e regiões. Para além disso, a DSPA tem vindo a realizar cursos de formação e palestras de eco-aquisição diversificadas, a fim de encorajar e estimular os sectores sociais a praticarem a eco-aquisição na vida quotidiana. Participaram nos cursos mais de 200 representantes dos hotéis galardoados no Prémio Hotel Verde de Macau, empresas verdes e escolas no âmbito do Plano de Parcelaria “Eco-Escola”, tendo sido fornecido aos formandos mais conhecimentos sobre os produtos ambientalmente adequados para definirem as suas próprias estratégias de eco-aquisição e para dela fazerem a sua prática. No futuro, a DSPA irá dar continuidade à organização dos respectivos cursos de formação no sentido de obter um maior efeito na promoção da eco-aquisição.     

  Para além das “Sugestões para Especificações Ambientalmente Adequadas Propostas para Diversos Produtos”, a DSPA, juntamente com a Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública e a Direcção dos Serviços de Finanças, elaboraram as “Instruções para a Eco-Aquisição destinadas aos Serviços Públicos”, no intuito de estimular os serviços públicos a dar o exemplo na aquisição de produtos que menos impacto ambiental provoquem, que sejam recicláveis, de baixo nível de poluição e economizadores de recursos. Para conhecer as “Instruções para a Eco-Aquisição Destinadas aos Serviços Públicos” e “Sugestões para Especificações Ambientalmente Adequadas Propostas para Diversos Produtos”, solicita-se o favor de navegar a página temática dedicada à eco-aquisição, na página electrónica da DSPA http://www.dspa.gov.mo/greenpurchasingguide, utilizando as informações como referência.